Marcio Trindade

GIT Controle de versão

Capistrano com repositório local

Outra dica que também vi com o Shadow11 é como fazer o deploy com repositórios locais. Veja o exemplo abaixo:

O repositório do meu blog está no servidor da DreamHost e o acesso é feito via ssh, com isso na hora de fazer o deploy sempre dava erro por que o caminho do repositório no servidor tinha que ser diferente. Então com esta dica você pode setar um repositório para ser utilizado no servidor de produção e um repositório para ser utilizado localmente.


Limpando o cache com Capistrano

Depois que publiquei o artigo Diminua o tempo de deploy do capistrano encontrando um problema que como não era criado um novo diretório (release) para o deploy ás páginas de cache não eram apagadas. Foi então que o ["]Shadow11](http://blog.shadowmaru.org/) adicionou uma linha nesta receita que poderia resolver nosso problema. Se trata de um shell script que vasculha todos os diretórios dentro do public e apaga os arquivos .html lógico que este tipo de funcionalidade você deve tomar cuidado ao usar em seu projeto e adapta-lo da melhor maneira possível. Abaixo o código que substituímos em relação ao artigo citado.



Traduzindo o gitredy.com

Nos últimos dias fiquem sem escrever novos artigos por que estou junto com a comunidade rails-br participando da tradução do http://gitready.com que possui ótimos artigos sobre GIT. Caso você tenha interesse em participar desta tradução veja as instruções na página do projeto que está no github Caso tenha alguma dúvida pode me enviar aqui mesmo como comentários que farei o possível para lhe auxiliar.

Veja a versão em português que está em constantes atualizações.


Configurando o GIT

Para quem não conhece o GIT (Git - Fast Version Control System) é um ótimo sistema de controle de versão. Algumas pessoas não estão muito acostumadas a trabalhar com ele e procuram soluções gráficas, mas a melhor opção é sem dúvida o bom e velho terminal. Por ser um pouco complicado no início, mas muito simples depois que se acostuma, eu vou passar algumas dicas de como configura-lo tornando assim mais fácil ainda.

A configuração geral do GIT fica dentro do arquivo .gitconfig no diretório home do seu usuário. Existem duas maneiras de alterar estas configurações ou editando este arquivo, porém mantendo o padrão para cada configuração (o que não é muito simples) ou utilizando comando do próprio GIT que fazem estas alterações por você. Este comando é o "git config" que recomendo sempre utilizar o argumento opcional --global a fim de manter a mesma configuração para todos os seus projetos.


Finalmente Gitorious

Finalmente conseguimos migrar os nossos projetos (apenas os novos) para dentro do Gitorious A novela foi longa mas teve um final feliz, muito feliz diga-se de passagem.

Bom o título acima já diz tudo!

A algum tempo atrás nós estávamos trabalhando com SVN e achamos isso muito bom. Felizmente começamos a utilizar o GIT, tudo bem que ainda estávamos criando os repositórios na mão com o famoso git --bare init (ainda bem que não vamos mais precisar fazer isso). Quando tomei conhecimento do Gitorious procurei seguir o tutorial do Akita para colocar em produção em nosso servidor. Infelizmente isso não foi tão fácil e o pior não deu muito certo por que a porta do servidor não era a padrão. Depois de muita batalha acabamos deixando isso de lado por um tempo. Ontem dia 02 de Dezembro procurei reaver este projeto junto com o Dookie. conseguimos a liberação da porta e configurar quase tudo, faltava apenas uma coisa, conseguir liberar as ssh keys que estavam sendo gravadas, mas não autorizavam.

Acabei dormindo com dor de cabeça de tanta confusão com essa história, mas hoje pela manhã consegui junto com o Cesar debugar praticamente quase tudo o que o Gitorious faz quando você tenta fazer um push e encontramos o problema que nós mesmo havíamos criado (era apenas configuração).

Bom o que tenho a deixar aqui pra vocês é que o projeto pode até ser um pouco complexo na hora de configurar e deixar tudo funcionando, mas vale e muito a pena! Hoje vou dormir mais tranqüilo e muito mais feliz!

Abraços e todos e utilizem sempre GIT com Gitorious


Arredondar imagens com javascript

Depois que conheci a Jquery resolvi tentar solucionar um problema que eu sempre tive, arredondar os cantos das imagens de uma forma simples e inteligente.

Procurei alguns plugins na época mas não fiquei satisfeito com nenhum dos que encontrei, foi então que eu resolvi fazer um que fizesse exatamente o que eu queria.

Assim nasceu a versão 1.0 do meu primeiro plugin open source o rounded, porém ele foi feito inspirado em um outro plugin que ao contrário do meu não ficou parado no tempo e hoje dando uma olhada vi que aparentemente está muito bom. Recomendo a todos que utilizem apenas o corner.js que é melhor e mais completo do que o meu.

Bom espero que isto resolva o problema das pessoas que sempre recebem o design com as imagens dinâmicas arredondadas.

PS. Esta semana no escritório fizemos um modulo com Rails para gerar a imagem com o canto arredondado, porém ainda não está concluído, quando estiver eu falo sobre ele.